segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Cinco vantagens que você não sabia de comer ovo cozido


É bem sabido que as pessoas devem consumir ovos por seus grandes benefícios, no entanto, muitos não sabem quais são as vantagens que nos oferece esse alimento para o nosso corpo.

Cinco razões para consumir ovos cozidos
Para emagrecer
Em um estudo, as pessoas que seguiram uma dieta que incluía ovos para o café da manhã conseguiram perder 60% mais de peso do que aqueles que começavam o seu dia com um bolo que tinha uma quantidade equivalente de calorias. Os pesquisadores afirmam que a proteína de alta qualidade dos ovos inteiros (13% da quantidade diária recomendada) ajuda a controlar o apetite. Além disso, a proteína do ovo é absorvida com facilidade pelo organismo, por isso que é um alimento adequado para a recuperação muscular após uma longa corrida ou um treinamento de ritmos.

Para proteger seu coração
Muitos estudos têm refutado a relação entre os ovos e as doenças cardíacas. Na verdade, as pesquisas mostram que comer vários ovos por semana origina partículas de colesterol menos propensas a produzir problemas cardíacos. Além disso, uma proteína específica presente na gema do ovo bloqueia a agregação das plaquetas (as células responsáveis pela coagulação do sangue) no interior dos vasos sanguíneos, o que minimiza o risco de ataques cardíacos.

Para combater a inflamação
Os ovos inteiros são uma das melhores fontes de um nutriente chamado colina (um ovo de tamanho grande tem 30% da quantidade diária recomendada, especialmente na gema). Além de intervir na saúde cerebral, a colina ajuda o sistema circulatório do organismo a eliminar os compostos que poderiam causar inflamação, o que poderia levar a distúrbios como o inchaço muscular após o treinamento duro, ou diabetes e doença de Alzheimer.

Para manter os ossos fortes
Os ovos são uma fonte natural de vitamina D, envolvidos na produção de tecido ósseo. Um ovo fornece 10% da quantidade diária recomendada. Existem alguns tipos de ovos que, inclusive, duplicam esse número.

Para conseguir uma visão clara
A gema de ovo contém o pigmento luteína, que ajuda a prevenir a degeneração macular relacionada com a idade (uma forma muito frequente de cegueira). Além disso, embora o espinafre e outras verduras contenham quantidades maiores de luteína, os ovos proporcionam uma forma que é melhor absorvida.

Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

15 alimentos ricos em magnésio que podem diminuir o risco de ansiedade, depressão e ataque cardíaco!


Você vive sentindo cansaço, tem dificuldades para se concentrar e sofre com insônia? Talvez seja carência de magnésio. Esses sintomas são comuns entre os que se alimentam baseados na dieta moderna: muito fast-food e frituras. Nem sempre foi assim. No início do século XX, as pessoas tinham uma dieta mais natural consumiam mais alimentos ricos em magnésio. Nos dias de hoje, elas praticamente não ingerem magnésio por meio da alimentação.

Uma pesquisa publicada pelo National Institutes of Health, nos Estados Unidos, revelou que os homens precisam de 400 a 420 mg de magnésio, enquanto as mulheres necessitam de 310 a 320 mg por dia. E revelou, com base nos hábitos alimentares do americano, que a maioria deles está bem longe do ideal. Uma dieta, por exemplo, rica em açúcar refinado, carboidratos simples ou baseada em alimentos processados com certeza é deficiente em magnésio. Além disso, para garantir esse elemento, é preciso consumir grande variedade de legumes diariamente.

Fuja de bebidas alcoólicas, antibióticos e diuréticos, pois eles impedem a boa absorção dos nutrientes. É bom saber que nosso corpo só consegue manter de 30 a 40 por cento de magnésio. Por isso, consumir a substância em excesso não tende a provocar problemas de saúde, pois o organismo expulsa tudo através da urina. Mesmo assim, o ideal é você consultar um bom nutricionista para definir a melhor estratégia de uma boa suplementação de magnésio.

Se você não sabe, o magnésio estabiliza os nervos, relaxa os músculos e equilibra os batimentos cardíacos. Além do mais, também fortalece os ossos, regula a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue, favorecendo a produção de energia. Então, se você desconfia que sofre de deficiência de magnésio, melhore sua dieta. Invista em folhas verdes, como espinafre, legumes, nozes, sementes e cereais integrais.

Quer mais dicas?

Consuma:
– Amêndoas
– Espinafre
– Acelga
– Feijões (o preto principalmente)
– Sementes de abóbora
– Abacate
– Figos
– Iogurte
– Banana
– Salmão
– Manteiga de amendoim
– Cacau/chocolate amargo
– Castanha de caju
– Coentro
– Manjericão

Se possível, consuma alimentos orgânicos para garantir a boa qualidade. Mesmo consumindo esses alimentos, você ainda corre o risco de ter deficit de magnésio. Isso porque a maioria dos solos, incluindo o brasileiro, é pobre nesse mineral. Logo, os alimentos produzidos nesses solos também serão pobres em magnésio, mesmo que tal alimento seja, em tese, fonte de magnésio.

Então, como resolver a deficiência de magnésio?

Combinando alimentação com suplementação. Mas você vai precisar da ajuda de um bom médico ou nutricionista. Equilibrar os níveis desse mineral no corpo não é fácil. Não basta tomar um suplemento de magnésio e pronto. Não. Ocorre que o magnésio trabalha em conjunto com o cálcio, a vitamina D e a vitamina K2.

Se você consumir muito cálcio e pouco magnésio, pode, por exemplo, desencadear um problema cardíaco sério. O segredo está na ingestão correta de cada substância. E existe um apoio mútuo pelo qual elas se equilibram e funcionam corretamente.

Os melhores suplementos de magnésio, ou seja, os de melhor absorção, são o glicinato de magnésio, o cloreto de magnésio e o citrato de magnésio.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.
Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

Isto não tem preço: uma colherinha por dia recupera a memória, protege as artérias e elimina a impotência!



Vamos falar agora de uma raiz muito especial. E mais do que isso: vamos ensinar como consumi-la corretamente.

O ginseng é um milenar remédio natural. Ele tem a aparência de um ser humano em miniatura e é reconhecido mundialmente como um grande energizante. A raiz pode ser encontrada em farmácias, lojas de produtos naturais ou em mercados de alimentos saudáveis. É possível também adquiri-lo na internet, mas é preciso ter cuidado: é muito comum a falsificação dele.

Algumas das virtudes de ginseng são:

– Fornece vitamina B1, B2, E e C, ferro, manganês e cálcio
– É um anti-inflamatório natural
– Melhora a circulação sanguínea
– É um protetor das artérias
– Melhora a memória e previne a perda progressiva dela
– Dissolve coágulos sanguíneos
– Alivia dores de cabeça
– Estimula o cérebro e previne a ocorrência de microinfartos no órgão

O ginseng também é usado para melhorar a concentração. Pode ajudar no tratamento de depressão, ansiedade, estresse e melhorar o humor. Além disso, ajuda em casos de doença de Alzheimer de demência senil. Mas não acabou: a raiz pode ser a solução natural para a impotência sexual masculina. Um estudo, na Coreia do Sul, feito em mais de cem homens diagnosticados com o problema, mostrou que um medicamento natural à base de ginseng pode combater a disfunção erétil em algumas semanas.

Neste novo estudo, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Yonsei, na Coreia do Sul, selecionaram 119 homens com disfunção erétil moderada. O grupo foi dividido em dois: metade tomou quatro comprimidos de extrato de ginseng por dia e a outra parte tomou placebo. Depois de oito semanas, os pesquisadores observaram melhora usando a escala conhecida como Índice Internacional de Disfunção Erétil. Os resultados, publicados na Revista Internacional de Pesquisa em Impotência, mostraram uma melhora significativa na função sexual do grupo que tomou ginseng.

No relatório, os pesquisadores disseram que o extrato de ginseng melhorou todos os aspectos da função sexual. Tudo isso mostra que o ginseng é uma boa alternativa para melhorar a vida sexual dos homens. Recomenda-se, no caso de suplementos, 120mg por dia em três doses divididas de 40mg.

Não se pode, porém, exagerar. Doses muito altas de ginseng podem levar à hiperatividade e à insônia.
Além disso, deve-se evitar o consumo perto da hora de dormir. Também não é recomendado o consumo por crianças e adolescentes.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.
Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

7 produtos que podem causar câncer - e o pior é que você deve usar esses produtos na sua casa!


A sua casa está completamente livre de ameaças à saúde?. Apostamos que não.

E mais: temos certeza de que ela está repleta de itens que, entre outras ameaças, podem levar ao desenvolvimento de câncer. Duvida?. Leia até o fim e verá que temos razão.

Nossa casa é, para a maioria de nós, um local sagrado. Mas infelizmente estamos permitindo a invasão de diversos produtos químicos cancerígenos no nosso lar. Estamos levando para casa, por desconhecimento, muitos agentes cancerígenos, sob o disfarce de corantes, xampus, borracha, plástico, perfumes e muito mais.

1. Inseticidas domésticos
Baratas, pernilongos, formigas... Nossa casa recebe constantemente a visita desses "bichinhos". Boa parte da população certamente recorre a inseticidas domésticos, comprados facilmente em qualquer supermercado. Eles são seguros?

A propaganda diz que sim: os insetos vão embora e a família fica superprotegida!
Mas será verdade?

A indústria, que não é nada boba, omite uma informação muito importante sobre estes inseticidas: da fórmula deles, fazem parte substâncias tóxicas que têm sido apontadas por diversos estudos como a causa de vários problemas de saúde em crianças e adultos, inclusive câncer. Há estudos que mostram uma estreita relação entre os inseticidas domésticos e os diversos tipos de leucemia infantil, que aparecem principalmente nos primeiros anos de vida. Segundo o livro “Agrotóxicos no Brasil – um guia para ação em defesa da vida”, de Flavia Londres, os inseticidas domésticos são fabricados com os mesmos princípios ativos dos agrotóxicos. Mas não dependem da aprovação dos órgãos de agricultura e meio ambiente. O registro deles é responsabilidade apenas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). E por isso motivo escapam de ser classificados e fiscalizados como agrotóxicos.

2. Cortinas de box de banheiro
Poucas pessoas sabem, mas as cortinas de plástico usadas em box de banheiro podem ser bastante prejudiciais à saúde. É que, quando tomamos banho com água morna/quente, essas cortinas passam por um aquecimento e liberam tóxicos nocivos, conhecidos como substâncias químicas voláteis ou COV. Além disso, elas absorvem mofo com extrema facilidade.

3. Garrafas e vasilhas de plástico
A maioria das garrafas e vasilhas de plástico possuem uma perigosa substância tóxica: o bisfenol A.
O bisfenol A pode provocar distúrbio hormonal principalmente em grávidas e em bebês. Além disso, suas moléculas são bem instáveis, podendo migrar dos objetos para os alimentos com mudanças de temperatura. O bisfenol A também é cancerígeno e mexe negativamente na qualidade do esperma, o que prejudica a fertilidade.

4. Aromatizadores de ar
Os aromatizadores de ar industrializados carregam uma grande quantidade de substâncias tóxicas. Essas substâncias são prejudicais tanto à saúde das pessoas quanto à dos animais e plantas. Os aromatizadores mais prejudiciais são os que contêm ftalatos. Os ftalatos estão diretamente relacionados ao câncer e a distúrbios hormonais. Para evitar este problema, faça seu próprio aromatizador: numa panela com água, ferva cascas de limão, laranja, canela em pau e cravo-da-índia.

5. Velas
As velas são outro produto com ingredientes que causam câncer na nossa casa. A Comissão de Segurança de Produtos de Consumo dos EUA fez um estudo sobre a composição das velas. De acordo com o estudo, 40% das velas no mercado contêm chumbo no pavio. "Pavios com miolo de chumbo podem emitir quantidades de chumbo relativamente grandes no ar durante a queima", afirmou um comunicado da agência governamental. O chumbo emitido apresenta um risco potencial para crianças expostas à inalação e ingestão da substância, que se acumula nas superfícies do quarto. Esse chumbo acumulado pode ficar acessível às crianças por um grande período de tempo e permitir a exposição direta à boca por meio de objetos ou das próprias mãos.

Os consumidores com crianças pequenas devem evitar usar as velas que aparentam ter pavios com metal, porque não é possível saber se a substância é chumbo apenas olhando ou tocando o pavio.

6. Xampus
A maioria dos xampus comerciais contém parabeno e outros produtos tóxicos. É por isso que muitos médicos naturalistas estão sugerindo o uso de xampus artesanais e naturais.

7. Sabões antibacterianos
Os desinfetantes para as mãos com propriedades antibacterianas podem fazer mais mal do que bem. A maioria deles contém um composto chamado "triclosan", que é vendido como "um exterminador de germes", mas, na verdade, tem sido responsável pela disseminação da resistência aos antibióticos e formação de "superbactérias". Além disso, tem muitos efeitos adversos para a saúde, podendo prejudicar a glândula tireoide.

Nossa sugestão para você não correr este risco: lave as mãos com sabonetes glicerinados e complete a limpeza com álcool em gel 70 graus.

Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

se você beber a água de 1 coco todos os dias, é isto que vai acontecer no seu corpo a cada semana


O que você acha da água de coco fazer parte do seu cardápio diário?

Para quem mora em regiões tropicais, é muito mais fácil conseguir uma água de coco fresquinha e saborosa. Não estamos falando daquelas que vêm na caixinha e são vendidas em supermercados, pois estas contêm algumas substâncias químicas, como conservantes. Estamos falando da água vinda da própria fruta, o que não é difícil encontrar no Brasil.

Você conhece os benefícios?

Para começo de conversa, ela é de baixíssima caloria, gordura e colesterol. Além disso, contém quatro vezes mais potássio do que a banana. Se você é atleta, pode investir nesta bebida, sem medo.

Conheça outras vantagens, além do sabor delicioso, da água de coco:

1. Elimina excesso de peso
Como não há gordura na água de coco, você pode beber sem culpa e estará saciando a fome.

2. Fortalece o sistema imunológico
Além disso, atua contra vírus e bactérias.

3. Aumenta a energia
Ela melhora a produção de hormônios da tireoide, aumentando a resistência física.

4. Combate doenças renais
Ela limpa a bexiga e todo o sistema urinário.

5. Hidrata
A água de coco hidrata o corpo melhor do que qualquer outra bebida indicada para atletas.

6. Reduz a pressão sanguínea
Ela pode equilibrar a pressão arterial, graças à boa quantidade de eletrólitos.​

Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

7 formas naturais para você limpar suas artérias e reduzir a gordura corporal


O colesterol é uma gordura amarela produzida no fígado e normalmente depende do que nós comemos. Ele é importante para o bom funcionamento do organismo. Em excesso no nosso corpo, porém, é uma das principais causas de doenças do coração. Você certamente já ouviu falar de colesterol bom e de colesterol ruim, não é verdade?

O colesterol bom é conhecido como HDL. E o ruim, como LDL.

E por que isso?

É o seguinte, o LDL leva colesterol para as células e facilita a deposição de gordura nos vasos.

O HDL faz o inverso, promove a retirada do excesso de colesterol, inclusive das placas arteriais.

É por isso que o HDL é o colesterol bonzinho enquanto o LDL é o malvado. O ideal, portanto, é uma quantidade legal do colesterol bom e normal do ruim. Geralmente, conseguimos isso por meio de alimentação saudável e exercícios. No entanto, algumas vezes precisamos de um tratamento mais reforçado. E, neste caso, a medicina caseira tem ótimas opções.

Veja algumas:

1. Chá de alcachofra (vende-se em lojas de produtos naturais)
Coloque 50 g de folhas de alcachofra em um litro de água durante 12 minutos. Coe e tome uma xícara (café) duas ou três vezes por dia, longe das refeições.

2. Tintura de alho
Coloque 25 g de bulbos de alho, bem cortados, em 100 ml de álcool de cereais ou cachaça e deixe apurar por 15 dias. Tome de de 20 a 30 gotas ao dia, diluídas em água.

3. Vinho de cebola
Ponha 500 g de cebola fatiada em 1 litro de vinho branco seco e deixe apurar por oito dias. Adicione 100 g de mel e tome um cálice, duas ou três vezes por dia.

4. Limão
Tome pela manhã, em jejum, o suco de três limões diluído em igual quantidade de água durante, pelo menos, dez dias. Interrompa o tratamento por sete dias e, depois, repeti-lo por mais dez.

5. Tangerina: esmague cinco sementes de tangerina e deixe macerar em um copo d’água durante uma noite. Tome pela manhã em jejum.

6. Água de berinjela
Deixe de um dia para outro uma berinjela cortada em pedacinhos e com casca em 1 litro de água. Beba 200 ml da água três vezes ao dia por no máximo uma semana. Depois, beba 100 ml duas vezes por semana, não ultrapassando 15 dias de uso direto. Faça uma pausa de uma semana, refaça seus exames e observe suas taxas. Se necessário, repita o tratamento.

7. Suco de berinjela e linhaça
Bata no liquidificador meia berinjela, 2 colheres (sopa) de linhaça e 200 mL de suco de laranja. Coe e tome na hora. A dose recomendada é 1 copo todos os dias, durante 1 mês, de preferência em jejum. Faça uma pausa de uma semana, refaça seus exames e observe suas taxas. Se necessário, repita o tratamento.

8. Maçã
Coma todos os dias uma maçã antes do café da manhã. Se não for orgânica, tire a casca.

Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Esta é a chave para você fortalecer a cartilagem, os ligamentos e os joelhos!


Você sofre com dores nos joelhos?
Só quem teve inflamação ou lesão nessa parte do corpo sabe o quanto é ruim o incômodo na hora de caminhar, pular, levantar ou fazer qualquer outro movimento com as pernas. A situação, às vezes, é tão séria que muita gente acaba largando o esporte preferido por não conseguir suportar a dor. E as cirurgias são complicadas e nem sempre resolvem o problema.

Trouxemos uma receita que com certeza ajudará no tratamento. Afinal, com dor não é possível ter a qualidade de vida que tanto prezamos. Trata-se de uma bebida à base de aveia, abacaxi, canela e aveia. Ela é muito rica em nutrientes, como vitamina C, magnésio, silício e bromelina, que são encontrados no abacaxi. A bromelina tem propriedade anti-inflamatórias e, por isso, ajuda a reduzir dores musculares e articulares, especialmente as causadas por intensa atividade física.

Além disso, o abacaxi é rico em vitamina C, que auxilia na prevenção de várias doenças dos ossos e tem propriedades anti-inflamatórias. E também possui manganês, que ajuda os ossos, o metabolismo de gorduras e carboidratos, assim como a absorção de cálcio e a regulagem do açúcar no sangue. Esta receita, em resumo, vai fortalecer os tendões e os ligamentos dos joelhos. E, como consequência, vai ajudar a aliviar a dor e outros problemas localizados nessa parte do corpo.

INGREDIENTES
250 ml de água
1 xícara de flocos de aveia
40 gramas de mel
2 xícaras com pedaços de abacaxi em cubos
1 copo de suco de laranja
Meia colher (chá) de canela em pó
40 gramas de amêndoas esmagadas

MODO DE PREPARO
Ferva a água e acrescente a aveia durante o cozimento , sem parar de mexer. Espere esfriar. Em seguida, prepare um suco – bata, no liquidificador, o abacaxi, o mel, as amêndoas, o suco de laranja e a canela. Feito isso, misture o mingau ao suco e bata de novo no liquidificador. Tome imediatamente.
Se quiser, coloque alguns cubos de gelo.

Importante: hipertensos devem fazer sem a canela em pó.

Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.